Renascer

março 02, 2015

Sou uma bailarina. Arrumei as sabrinas. Deixei o ballet
Pedi ao coração "não vejas", "não sintas", "não tenhas saudade". "Perdoa". "Perdoa, coração". "Perdoa".
E fui ser feliz.

Ir pra ser feliz.
Ir pra ser feliz deveria ser a primeira frase que nos cruza o pensamento de manhã. O desejo que pedimos no aniversário, momentos antes de se apagarem as velas e se baterem palmas frenéticas e felizes. O de ano novo também.
Todos os desejos que a vida nos concede ou, por vezes, nos parece conceder não passando a possibilidade de um mera ilusão, geradora de uma felicidade momentânea e prazerosa (ou apenas infantil e ingénua) deveriam começar por "ir pra ser feliz".
"Ir pra ser feliz" deveria ser a frase que toda a mulher coloca num post-it, invariavelmente preso por um íman na porta do frigorífico. "Ir pra ser feliz" hoje, amanhã, e no dia a seguir e em todos os que se seguirão nas nossas vidas.

Mas...
ir onde?





You Might Also Like

0 comentários