Saudades

março 18, 2015

Ter saudade de

Não tenho saudade
Dos julgamentos que fazias
Acerca do que eu vestia,
Do sorriso que  eu envergava
Das lágrimas que eu calava.
Não tenho saudades da pressão que sobre mim exercias.
Podias não mo dizer
Mas eu sentia. Sempre o senti.
A verdade é que mal suportava o teu olhar
Trespassando-me a alma
Ou quiçá o corpo.
(Não sei se me resta agora alma
Ou se algum dia estiveste interessado em mais do que um corpo).
Um corpo quente.
Um coração diferente.
Não, nem to direi sequer.
Não tenho saudades,
Nem lamento
Não ter saudades.
Sinto saudade,
Isso sim.
Uma saudade singular
Não de ti,
Não de ninguém em particular.
Sinto saudade
E é só.
Um dia aprendi
Que a saudade
É um péssimo motivo,
Um mote desastroso,
Uma perda de tempo,
Uma perda de vida.

Sentir saudade é uma perda de vida.







You Might Also Like

0 comentários