Veias

agosto 29, 2015


As luzes
Não me trazem a luz que procuro.
Procuro fundo,
Procuro no escuro,
Procuro vestígios do meu eu.
Perdi-o.
Perdi o eu.
Encontrei-o em ti.
Perdi-o outra vez.
Quero reencontrar-me outra vez
Comigo,
Com sonhos,
E planos
E menos aventuras.
Quero
Sentir que a sinceridade
Tal como a doçura,
Nunca se dá em demasia,
Nem por hipocrisia,
Que é verdadeiro
O que trago escondido no peito.
Não conheço esta rua,
Estas casas,
Estes risos.
Estou demasiado cansada
Para recomeçar tudo de novo,
Com um sorriso nos lábios
E a dor
De fingir que curei as feridas
Que não deixaram ainda de sangrar...


You Might Also Like

0 comentários