Aparências

outubro 06, 2015



O teu sorriso é a expressão mais incoerente de sempre.
Recorda-me um carinho que já não é,
Mas que podia ser.

Parece que finalmente esgotei as potencialidades criativas
De desviver.
(Tenho medo).

O que faço aqui?
Por onde vou?

Não sei
Como se vive sem paixão 
(Que (des)ilusão).

Como vivem os desapaixonados?

You Might Also Like

4 comentários

  1. os desapaixonados vão se arrastando até surgir o amor...

    Adorei o que escreves :)

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada pelo comentário no blog!
    Gostei muito deste poema :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Adorei o teu blog, a sua simplicidade e as tuas palavras :) vou começar a visitar este teu espacinho!
    Beijinhos *

    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar