O lado menos doce do meu Natal

novembro 24, 2016

Sim, falta exactamente um mês para a noite mais mágica do ano.
Há um ou dois anos atrás estaria ansiosa para passá-la em família.
Este ano, muito mudou na minha vida. Aprendi muito sobre mim, mas também sobre os que me rodeiam.
Alguns laços intensificaram-se, enquanto que outros... bem, eu já não os sinto lá.
E não vou atribuir culpas. A verdade é que a vida dá muitas voltas e os sentimentos mudam. 
Este ano, pela primeira vez, não tenho vontade nenhuma de partilhar este dia a não ser com os que vivem comigo. Porque foram eles que estiveram aqui durante todo este processo (da depressão), que (melhor ou pior) sempre me compreenderam e me estenderam a mão. Não me fizeram perguntas ridículas, nem me julgaram sem pensarem bem sobre o que estavam a deitar boca fora.
Por isso, o meu desejo para este Natal, se calhar em oposição ao do resto do Mundo, era passá-lo unica e exclusivamente com aquelas pessoas que não só dizem querer-me bem, mas que, de facto, todos os dias me demonstram que me querem bem. As atitudes são tudo, tudo. Não se deixem enganar.
Sou a primeira a afirmar que as palavras são lindas e por vezes quase quase conseguem exprimir o indizível. Mas são só palavras... Ainda que nos sejam tanto.
Infelizmente não será possível realizar este meu "desejo" e estou mesmo muito triste. Triste e preocupada porque temo levar com os julgamentos sem fim dos restantes familiares, com as tentativas intrusivas de fazer conversa fingindo que está tudo bem (porque não está!)... enfim.
E triste porque nesta época queria muito o apoio e o carinho dos amigos, mas todos eles têm as suas famílias (alguns até já têm o seu próprio lar!), os seus namorados, as suas vidas... alguns estão longe geograficamente... outros... a vida levou-os por caminhos que já não se cruzam com o meu.
E, embora já tenha feito as pazes comigo própria, não me recriminando por isto e aceitando que a vida é mesmo assim, nestas épocas em que o amor é o mote de toda e qualquer coisa, custa muito não ter ao nosso lado quem faz o nosso coração bater mais forte.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Há um ditado que diz "só faz falta, quem está" e eu posso ainda acrescentar: "só faz falta quem está e quem quer realmente estar", o resto, não interessa para nada. Foca-te nisso, em ti e em quem te quer bem, esquece os restantes que não valem a pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu esqueço-os eles é que n se esquecem de mim... infelizmente. É tão triste tão triste que já desejei estar a estudar no dia de Natal! E tentei, juro que tentei, mas nem assim me deixavam em paz!

      Eliminar