O meu sorriso é teu.

Posso gritar o teu nome às ruas?
Pintar os traços da tua face em telas,
No chão plantadas,
Como se tu em mim
Fosses eu,
Artista de rua;

Posso...
Dedicar-me às artes?

Posso escrever no céu que te amo
E, destarte,
Perante ti me desarmo?

Se for eu - eu que te amo -
Posso
Pintar estrelas no céu
E o teu nome ser a constelação
Sempre que o meu corpo ardeu?

Resistes,
Se for eu?

Diz-me que insistes
Se o Amor for meu
E a culpa for tua,

Se te prometer
Em terna jura
Que o meu Amor arde, queima e inflama
Mas se não extingue
Ou se acalma?

Diz-me
Se vês comigo
Um para sempre
De um coração prometido,
De um corpo
Somente perante mim despido,
De uma alma
Que só eu possa ver
E decifrar;

E decorar com arranjos de flores,
Asas de borboleta
E o aroma de rosas, junto ao mar?

Diz-me
Que o Amor não mata;
Jura-me
Que o Amor não morre;
Promete-me
Que há mais sempre
Depois do para sempre.

Uma eternidade ao teu lado
Parece-me sempre tão pouco.
Diz-me:
Ficamos... mais um pouco?

Do céu com estrelas, que estrelas não possui

E se me perguntarem
O que mais amo naquela cidade
Direi que sāo as luzes

E a beleza transcendente
Com que rompem
A escuridão;

Que é uma escuridão
Das trevas despida,
Tatuada pelo calor
Daqueles sobre os quais
A chuva pinga,
Respinga
E cai.

Cai
E canta
E encanta
Mesmo nos céus que se queriam estrelados
E de estrelas só se entoam os fados;

Oh, aqueles céus
E aqueles carros,
Aquelas ruas e aqueles fados,
São mais tuas
E teus são os fados
Que canto à Lua
Que no céu não é.

Nada,
Nada no Universo se compara ao meu Amor de hoje,
De ontem,
De sempre.

-Amei-te mesmo antes de te ter conhecido.
É de um filme,
O verso que te digo.
Se to digo,
Porque me encantas
Me encantaste
Antes mesmo de me poder enamorar.
Foi Amor, antes de Amar.

Uma comédia e um romance para o fim de semana sfv!! :)

Girls Night (Rough Night)



















É uma comédia bem divertida, cujos acontecimentos se desenrolam em torno da despedida de solteira de Jess (Scarlett Johansson). Cinco amigas juntam-se para uma noite de diversão que trará bem mais aventura do que uma vulgar despedida de de solteira promete. Enquanto isso, o noivo de Jess vai recebendo alguns updates (penso que posso adiantar que a despedida de solteiro dele é um bocadinho diferente...).
Há muito tempo que não via uma comédia "a sério", que me fizesse rir de verdade e não fosse igual a tantas outras! Conforme poderão perceber se virem o trailer deste filme, existe um homicídio. Por isso, este filme também tem alguns mistérios por desvendar. E muitas muitas muitas peripécias!
Destaca-se ainda a prestação fantástica da Zoë Kravitz (filha do cantor Lenny Kravitz, tal como já vos tinha contado aqui. Esta actriz interpretou o papel de Bonnie na série Big Little Lies).

Uma comédia a não perder, mesmo!

Imdb: 5.6

(Atualmente disponível nos cinemas NOS e nos cinemas UCI)

Love By The Book / Mr. Fiction


A foto não é a melhor e prometo-vos que o filme não é nada assim!!

Trata-se de um romance moderno e inesperado.
Duas pequenas meninas sonham com príncipes encantados! Aliás, gostam tanto de contos de fadas que encenam juntas as histórias que ambas lêem uma e outra vez, repetidamente.
Uma delas - a mais nova, Jane - concentra-se em encontrar um príncipe real, de carne e osso, que se dedique a ela e que lhe demonstre, nos pequenos gestos, o amor que sente por ela (tomem atenção às palavras que empreguei: "pequenos gestos"... alguns acrescentarão uma pitada de comédia ao filme).
Já a mais velha - Emma, é dona de uma livraria local bastante atípica e continua a acreditar na chegada do seu príncipe encantado. É apaixonada por livros, pelo romance e pelos contos de fadas, pela possibilidade de viver outras vidas e.... bem, nada de spoilers!
Um dia o seu investidor - Frank - apresenta-lhe alguém que ele gostaria que conhecesse o seu negócio mais de perto. É nada mais nada menos do que o seu filho, que ficará com Emma na livraria durante 3 semanas. E agora, pensam vocês, eles apaixonam-se e ficar a gerir o negócio juntos...?! Too obvious?
Um dia, o príncipe de Emma entra pela porta e é tudo o que ela sonhara e muito mais. Nada mais direi para não revelar pormenores.

Eu adorei o filme! É daqueles filmes que nos sabem pela vida, porque nos deixam de coração aconchegado e com uma Fé renovada no amor. Além disso, com certeza muitas meninas ou garotas-mulheres (como eu gosto de chamar) irão identificar-se imenso com a Emma e com a sua trajectória ao longo do filme.

É absolutamente imperdível!

Imdb: 6.4

(Passou na Foxlife, ainda disponível na vossa box ;) )

Amanhã

Onde estão as tuas imperfeições?
Não vejo
Na simplicidade com que me adoras
Forma de encontrar
Um defeito que seja só teu.

Se me amas,
E quem perdeu fui eu;
Se com todas as falhas
Que eu não soube emendar
Tu apenas quiseste ficar;
Como posso eu
Sequer um defeito teu apontar?

Somos duas estrelas cadentes,
Meio perdidas,
Mas predestinadas
A uma colisão de amar.

Somos
Duas ondas solitárias,
Sempre envoltas de gente,
Gente que não queremos abraçar

Somos duas ondas 
Destinadas a se encontrar.


Somos as linhas tortas

Em que Deus escreveu direito
Só para nos aproximar.

Somos a melodia irritante
Que toda a gente queria saber cantar.

Somos
O cântico da sereia
Que ainda não sabe senão sussurrar.

Somos
A brisa livre
Que sempre volta a casa
Para nos afagar.

Somos,
Juntos,
O perfeito e o imperfeito,
O preto e o branco,
O belo e o belo,
Os opostos e os iguais.

Somos,
Sem que exista sou
Ou és.

Sou quem somos,
És quem somos.
Somos.
Fomos.

O que seremos, amanhã,
Quando acordarmos?

Lágrimas de Alegria

Sabem qual é o sentimento mais bonito do Mundo?
Amar um sorriso ☺

Eu nunca tinha amado um sorriso antes e então não sabia como era. Como poderia eu imaginar que se poderia amar algo tão simples... como um sorriso? Ahhh, não é um sorriso qualquer! Não é um sorriso vulgar. É um sorriso com Amor dentro. E que belo que ele é!
O teu sorriso, meu Amor.
O sorriso que te vem do peito e se reflecte no teu olhar de uma forma tão transparente que eu sempre achei tão linda em ti. Sabes que essa sempre foi a minha coisa favorita: o teu sorriso e como ele é lindo... É indescritível!

Poderia escrever mil clichés para explicar o que sinto. Poderia dizer que me ensinaste a Amar, com "A" grande e que, por isso, ser-te-ei eternamente grata... Mas isso é tão pouco! Isso é tão pouco quando o Amor é tão grande.
Então digo-te só assim:

Ensinaste-me o que era chorar de alegria. E, de cada vez que vejo um sorriso teu, o meu coração enche-se de Amor e de alegria e os meus olhos ficam rasos de lágrimas... de Felicidade.
És único. E eu sei que nunca na Vida poderia encontrar outro Amor assim.

'Before We Go'


Antes do Adeus (Before We Go)

É um filme que combina comédia, drama e romance. Protagonizado por Chris Evans e Alice Eve. 
Muitos associam este filme ao Antes do Amanhecer, do qual eu sou super fã, e acreditem no que vos digo: não tem nada que ver! 
A história inicia-se com dois estranhos (Nick e Brooke) "presos" em Manhattan durante a noite, que, fruto do acaso, acabam por se conhecer e "proteger" mutuamente. À medida que a história avança e a intimidade entre as personagens aumenta, percebemos que os dois estão perdidos não apenas em Manhattan, mas também nas suas próprias vidas - vidas que já não vivem com a mesma intensidade e paixão de outrora. 
É muito agradável acompanhar a complexidade da relação que se vai construindo entre eles (bem, nada de spoilers... ☺) e existem inúmeros momentos mágicos ao longo de todo o filme. 
Bem, talvez um pequenino spoiler: é um daqueles filmes em que o casal de protagonistas parece ter-se conhecido desde sempre, mas isso surge somente com o tempo e com a natural evolução dos acontecimentos, peripécias e infortúnios... Não esperem duas pessoas perfeitas, com vidas perfeitas e cuja noite é... bem, perfeita. Ou será? 
O desfecho não vos irei contar, naturalmente


Gostei muito do filme, mas o final soube-me a pouco. 


Imdb: 6.9

Even Epic stories end - The Vampire Diaries Finale

Damon and Caroline














8 temporadas depois, 8 anos mais tarde... a série mais Épica de sempre chegou ao final.
Quando me apercebi de que eram os últimos episódios nem sequer tive a certeza de os querer ver.
Sabem quando estão a ler um livro mesmoooooo bom e não querem ler as últimas páginas, uma vez que isso significa que o fim chegará e que "perderão um amigo" para sempre?
Bem, neste caso, penso que se perdem vários. E sim, fica um vazio enorme na minha vida. Mas eu decidi ver: porque estou num momento de viragem da minha vida e pareceu-me o momento certo para encerrar mais este capítulo.
Estou certa de que isto tudo é super ridículo para muitas pessoas: vampiros, híbridos, originais, lobisomens, hereges, bruxas, you name it! Mas sabem que mais? Isso passa tudo ao lado.
Na verdade, esta série sempre foi sobre família, amizade, amor.
Algum fã será capaz de se esquecer do amor de irmãos mais épico de sempre?
Das 3 amigas mais inseparáveis?
Do casal mais épico, com mais química, mais inseparável e mais fofo que alguma vez existiu?
No fundo, foram 8 temporadas sobre Amor, com umas pinceladas de ficção aqui e ali. Faz parte.
Posso enumerar umas mil coisas que me desagradaram no final:
- se, a priori, me pareceu que esticaram demasiado o enredo, o final foi abrupto e precipitado;
- a gravidez da Caroline foi totalmente descabida;
- adormecer a Elena durante quase 3 temporadas foi terrível;
- voltar a transformar o Damon num vilão foi cruel;
- o reencontro do Damon com a Elena foi morno e não houve qualquer desenvolvimento daquela que foi e sempre será a história de amor mais Épica de sempre;
- eles são humanos e não tiveram filhos?
- por que raio voltaram a resgatar todos aqueles mortos, abrindo feridas antigas e trazendo somente sofrimento aos seus familiares?
- matar o Tyler?!
- trazer a Katherine de volta como "Diaba"?!
...

bem...

E sabem o que eu concluo depois e apesar disto tudo, meus amores?
Foi perfeito! Meu deus, o final foi perfeito!
Foi como se todas as peças do puzzle se encaixassem e pudéssemos ver com clareza e serenidade o começo e o fim de vidas épicas, recheadas de momentos épicos, de pessoas épicas, de sentimentos épicos...
Foi épico. Foi e sempre será épico.

Vai deixar saudades, muitas saudades! 

Ainda agora terminou e eu já morro de vontade de rever algumas das temporadas.

'Comet': Sugestão para o vosso fim de semana


Cometa (Comet)

Trata-se de um romance algo peculiar entre um jovem casal - Dell e Kimberly (Justin Long e a fantástica Emmy Rossum), que se conhece numa fila para um evento (não me recordo qual em particular, uma vez que já vi o filme há 3 anos). 
Eu gostei muito! Adoro a profundidade com que explora os momentos bons e maus do seu relacionamento (tão realista, porém tão mágica, ao mesmo tempo, tal como a vida 😊). E adoro a forma única como a história nos é apresentada: com analepses e prolepses, ao invés da "tradicional" ordem/sequência cronológica dos eventos. Vale mesmo a pena ver!

Deixo-vos a sinopse do cinecartaz do Público:

"Kimberly e Dell (Emmy Rossum e Justin Long) conhecem-se em Los Angeles (EUA), debaixo de uma chuva de meteoros. Este é um dos pontos em que acompanhamos a história de amor entre uma jovem idealista e um homem céptico. A história prolongar-se-á pelas ruas de Paris, numa viagem de comboio ou num outro lugar ao acaso. Vemo-los felizes ou amargurados, cheios de esperança no futuro ou descrentes em tudo. Cinco momentos de seis anos de relação, sem ordem cronológica nem fio condutor...
Estreia na realização de Sam Esmail, uma história de amor entre duas pessoas comuns, contada de forma inconvencional, que se debruça sobre a natureza das relações e a sua veracidade.", disponível aqui.

Imdb: 6.8

Terminou!!

Só agora terminei toda a loucura de testes, trabalhos e afins. E tenho verdadeiramente tempo para me dedicar a mim.

Dou a mim mesma 2 dias até "bater saudade". 


Mais alguém desse lado que goste do ritmo/pressão das avaliações? Difícil... 😅

'Big Little Lies'

Terminei de ver a 1.ª temporada de Big Little Lies e decidi que, desta vez, elencaria os aspectos positivos e negativos da série, de acordo com o meu ponto de vista - aqui vai:

Aspectos Positivos:

- O talento incrível da Reese Witherspoon, que está absolutamente fantástica no desempenho do papel de Madeline Mackenzie; além disso, a idade fez-lhe bem, está mais linda do que nunca!;
- A evolução da Shailene Woodley enquanto actriz;
- A forma "inovadora" como aborda a violência conjugal (a combinação entre desejo/paixão e violência, quer física, quer psicológica);
- Os cenários lindíssimos - de tirar a respiração!;
- A banda sonora no mínimo requintada;
- Uma espécie de equilíbrio entre intensidade e suspense e a "leveza" da série.

Aspectos negativos:

- O Ed Mackenzie - quem acreditaria que uma "mulher-furacão" como a Madeline casaria com alguém tão "sem chama" como o Ed? (perdoem-me o preconceito, por favor, mas este é um ponto que julgo realista);
- A previsibilidade de imensos "mistérios da série", que não vou especificar para não incluir spoilers neste post; 
- O facto de a série me recordar constantemente outras séries (Donas de Casa Desesperadas, Infiéis?, The OC, etc etc).


Curiosidade:

Sabiam que a actriz que desempenha o interessantíssimo papel de Bonnie na série é filha do cantor Lenny Kravitz? Zoe Isabella Kravitz


Já viram? O que acharam?
Alguma ideia que queiram partilhar? ☺

Weekend!!

Tenham um excelente fim de semana, que seja muito muito Feliz, com muito Sol e muita Paz dentro dos vossos corações.





Lembrem-se: nós temos controlo (parcial e condicionado, evidentemente) sobre as nossas vidas e nós temos o Poder de sermos Felizes. Não desperdicem tempo. Só temos esta Vida. Desfrutem, Amem muito, passeiem... e partilhem o Bem. Não tenham medo de se doarem aos outros.*

Season Finale - Prison Break



Esta foi a série da minha vida.
Gente linda, não existem palavras para descrever a forma como o meu coração (de adolescente) acelerava quando eu corria para ver um novo episódio.
Era Domingo, o Sol aquecia-me as costas, o sofá fazia-me sentir um conforto inexplicável e aquele era um momento só meu, tão mágico e tão intenso.
A série acompanhou-me durante alguns anos e a verdade é que eu "vivi" muito do que se passou com aquelas personagens: o Michael, a Sara, o Sucre, o Linc... E as lágrimas de emoção que eu chorei? Não é possível contá-las, nunca será!

Hoje vi o último episódio.
Tenho que dizer que esta nova temporada foi brilhante e inteligência brilhante do Michael consegue sempre surpreender-me. Claro que o que mais me fascina é o seu lado humano e o amor incondicional que nutre pela sua família - um amor sem igual.
Contudo, estou desiludida com o último episódio. Achei que a "vitória" do Michael foi um pouco forçada, fiquei triste com a morte do "Chicote" e estava à espera de maior emoção entre a Sara e o Michael. Creio que  não compreendi a cena final e o afastamento do Michael, como se fosse um mero espectador da sua família, ao invés de correr para os abraçar, como fez o seu irmão... Queria mais! Queria vê-los num destino paradisíaco ou então numa cidade agitada, calmos e livres, serenos e com vidas estruturadas e realizadas. Queria ver gestos de carinho, o pequeno e já tão brilhante Mike mais crescido, o amor de pai e filho. (E por falar em filho - o filho do Linc, LJ?)
Bem, todos temos desilusões na vida, no entanto, foi bom ver um "final feliz" de uma série que me marcou e ainda marca tanto. Por mim, ainda viriam mais alguns episódios. 

E vocês? Acham que a história já se esgotou?

Sorriso

Somos uma sociedade doente. Nem vou aqui discorrer acerca de questões relacionadas com violência de qualquer estirpe, questões políticas ou crises financeiras premeditadas. Não, não me cabe a mim - com apenas 26 anos e uma experiência de vida perfeitamente mundana - pronunciar-me acerca de questões maiores como essas. Talvez pudesse, talvez não, caber-vos-á, a vocês, leitores, ajuizar isso.

Vou falar de Amor, até o encontrar - apesar de o ter já encontrado.
Por que nos tornamos tão descrentes no que toca ao amor? Quando e como foi que nos tornamos tão desconfiados? Por que cerramos os lábios e não permitimos que aquele sorriso espontâneo escape? Deixem escapar os sorrisos. Existe coisa mais bonita do que um sorriso?
Existe um 'amo-te', um 'adoro-te', um 'gosto de ti' ou um 'preocupo-me contigo', mais sincero, do que um sorriso?
Sorrio porque me fazes feliz; sorrio porque existes: sorrio porque estás aqui comigo; sorrio porque estás ao meu lado; sorrio porque te lembraste de mim! Meu deus, no meio de todas estas pessoas, tu escolheste-me a mim e eu sou a pessoa mais sortuda do Mundo inteiro!, por isso sorrio!; sorrio porque um estranho/estranha me sorriu; um desconhecido foi gentil comigo; oh, que estranho! uma pessoa que nunca vi foi carinhosa comigo. Sim, falo mesmo de carinho! Existem gestos - sorrisos - com carinho dentro!
Hoje quero muitos sorrisos com carinho.

- Um sorriso, quente e com muito carinho, por favor!

Mas não. Não os deixamos chegar até ao seu destinatário, Parámos e contemos esse sorriso. Já repararam que custa quase tanto como suster a respiração? É tão anti-natura conter um sorriso! Então, não aprisionem os sorrisos!

Lembram-se de quando vos perguntei se existe algum 'amo-te', um 'adoro-te', um 'gosto de ti' ou um 'preocupo-me contigo', mais sincero, do que um sorriso? Pois, menti. E é com um sorriso no rosto que vos digo, meus amores, eu menti! Existe sim e está nos nossos olhos: nos meus, nos vossos, nos dos vossos amantes e amigos... Nada é mais verdadeiro do que o sorriso que damos com os nossos olhos.
Agora deixo-vos com esta pergunta - e não precisam de me responder a mim - quantas vezes já sorriram com o olhar? Quem vos fez sorrir com o olhar? Algum dia disseram a essa pessoa o quão especial ela é? Não? Nem sequer perceberam? Bem... então lamento informar-vos de que podem ter estado diante da vossa alma-gémea, do vosso melhor amigo, do vosso mentor e nem se deram conta. Um sorriso sincero é um bem raro. 

Outra coisa que aprendi foi que os sorrisos mais bonitos vêm daquelas pessoas que sorriem menos. Talvez haja muito sofrimento por detrás daqueles rostos. Talvez se tenham cansado de sofrer e fingir que está tudo bem. E sabem o que isso significa? Que são lutadores, que são pessoas fortes e lindas, que são transparentes e não usam máscaras. Aproximem-se deles, dêem-lhes um abraço (apertado) e por favor não os deixem escapar! Guardem-nos na vossa vida e no cantinho mais especial do vosso coração, porque pessoas assim são difíceis de encontrar e, quem sabe, talvez exista somente uma para cada um de nós.

'Começa por um sorriso'

Começa por um sorriso,
Se não souberes o caminho.

Deixa-nos entrar,
Mais ou menos devagar,
Leva o teu tempo,
Deixa o que te dói curar.
Ou deixa doer,
Se preciso for.

Às vezes, é preciso que doa:
Que o coração doa
Que a alma doa
Que o corpo ameace fraquejar...
De repente és mais forte
E a mente voa.

A mente voa, meu bem!
A mente voa livre
E leva-te ao encontro
Não do que tu queres,
Mas do que tu precisas.

E o segredo, meu amor,
O segredo revelo-to já:
Não alcanças o que amas
Mas certamente amarás o que alcançares.

Simples assim.
Gosto desta expressão,
Serve tantos propósitos na vida
Simples!
Simples assim.

O Amor é simples,
As pessoas, bem,
As pessoas são mais ou menos simples.
Acima de tudo são belas,
Singelas,
Únicas.

Soam-te a cichés, as minhas palavras?
Que assim seja.
Um dia compreenderás que a vida,
A Vida
É composta por clichés.

Um dia acordarás e amarás cada um dos clichés
Que decoram as prateleiras da tua casa,
Os clichés que a tua noiva te dirá,
Até os clichés da tua família,
Que já te perguntará quando pretendem ter filhos.

Somos clichés!
Isso mesmo,
Clichés.
Mas quem é que disse que os clichés não podem ser belos?

É toda uma vida de clichés,
O que eu quero:
Ao teu lado.
Até isto é cliché:
Não quero mais ninguém!
Só te quero a ti.

Quero-te hoje,
Quero-te quando o teu cabelo for grisalho,
E quando a tua pele não for já tão lisinha.
Quero-te quando os nossos filhos forem bebés,
E quando eles tiverem os seus próprios bebés.

Quero-te
Feliz e saudável,
Não queremos todos?
Mas quero
Quero, do fundo do coração,
Ser Eu a ajudar-te,
Caso ocorra uma queda
Ou um desvio no caminho.
Deus queria que não haja!

Só ele sabe
(E no fundo tu também)
O quanto Te quero bem.

Quero-te Bem,
Melhor que Bem.
És tudo o que de belo existe em mim.

Voltar

Já não me recordava da sensação
De percorrer aquelas ruas
Com tantas histórias por contar.

Incrível, 
Como as ruas,
(As mesmas ruas),
Podem contar e recontar novas histórias
A cada dia que passa,
Dentro de nós.

Distanciei-me
E acabei por me aproximar
Ainda mais.

As ruas já não sabem a saudade,
A nostalgia,
Ou a um qualquer sentimento miudinho 
Que mói sem ferir.

Não!

Hoje as ruas sabem a certezas, 
A esperança,

E a amores por construir.

Não importa onde eu estou
Ou onde tu estás,
Somente onde o Amor está.
E o Amor...
O Amor vive em Nós.

O Amor vive nas minhas praias,
Nas minhas falésias,
E nas tuas ondas.

O Amor vive nas casas modestas,
Nos palácios acolhedores,
E nas boas famílias que me rodeiam.

O Amor vive nas montanhas,
Nas planícies e nos rios.

Vive nas cidades 
Que te conhecem,
Melhor do que eu.
Mas que te não vêem
Da forma como eu te vejo:
Transparente.

O teu Amor é transparente 
E cristalino,
Mas não quebra.
O teu Amor é como um vaso ruim,
Uma erva daninha teimosa,
Uma folha de árvore persistente...

O teu Amor...
Perdoa-me, Amor!

Nada disto 
Era o que eu tinha em mente!
Nada disto
Espelha o que o meu coração sente!
Nada disto
É senão fruto da mente
Que fraqueja
Ao ver um Amor tão puro,
Tão sincero,
Tão belo...
Tão fairytale.

Somos
O mais perfeito exemplo de um fairytale
Prestes a florescer.

E, sabes que mais?
Que se danem as palavras!
(Pro Diabo com elas!).

Palavras são nada,
Gestos são tudo,
Olhares são lucidez
E presenças
Amor com timidez.

Dá-me a segurança de eu que preciso.
Promete-te uma vida inteira ao teu lado,
Jura-me fidelidade,
Respeito,
Amor,
Segurança,
Estabilidade.

Jura-me:
Que nunca dormiremos brigados,
Que mesmo amuados,
Daremos as mãos
E dormiremos abraçados.

Jura-me:
Que se for pra discutir feio
Não sais porta fora,
Antes pedes uma pausa 
E de seguida fazemos amor.

Jura:
Que quando o não  quiseres,
Mo dizes com todas as letras.
Não te contenhas!
Explica-te,
Explica-me,
Esclarece-nos.
E volta pra fazer amor como se fosse a primeira vez.

Aquele caminho

Era sempre Domingo
E mil os afazeres.
Domingos...
Corria para casa
Na esperança de me veres.

Os meus dedos procuravam-te,
Percorriam-te
Mas eu não achava forma de te tocar.

Estavas sempre
À distância de um olhar
E eu somente te tocava
Quando te não conseguia tocar.

Foste perfeito em tudo,
Na proximidade perfeitamente cuidada,
No mistério que se revelava,
No silêncio que nos aproximava
E nas ausências
Em que eu mais te amava.

Deste-me tempo e espaço,
Espaço e tempo,
Tal e qual eu precisava.
E, assim, o Amor voltava.
Soubeste-me ler o invisível
Aos teus olhos cor de mel.

Era sempre Domingo,
A vida corria e passava por mim
Porque nada mais importava
Do que a Segunda:
A primeira da Segunda.

E o teu silêncio beijava,
O teu corpo escutava,
A tua mente ondulava,
A tristeza já não era tua,
Nem minha.

A mente ondulava
E o coração sossegava cantando.
Sussurrava-te 'Amor' ao ouvido,
Sussuravas-me calor, com carinho,

E, foi de carinho em carinho,
De calor em calor,
De presença em ausência
E de ausência
Em presença mais forte, decidida,
Consentida,
Que te fiz Meu Amor.

Quero-te por inteiro,
Tal como és.
Quero-te com todas as tuas imperfeições
Que em ti são ornamentos,

Quero-te
Com a vontade de ficar
E nunca mais partir
Sem contigo te levar.

Basta de metáforas,
De eufemismos,
De receios,
Ou pessimismos!

Volta,
Que no coração te carrego
Como o mais belo dos príncipes.
Volta,
Que eu viro o Mundo todo do avesso,
Se preciso for,
Para merecer ser a tua princesa.

Volta,
Chama-me tua miúda,
Chama-me tua menina,
Chama-me!

Chama-me,
E vem!
Vem que somos eternos
E juntos paramos o tempo!

Volta,
Mas fica.
Porque quem ama fica,

"E Amar como eu Te Amo,
Só uma vez na vida"

Até nós

Vens até mim?

Se eu chamar o teu nome
Com carinho,
Vens até mim?

Devagar,
De mansinho,
Sem que te veja aproximar,
Vens até mim?

Se eu te pedir para me encontrares,
Vens até mim?

Se eu corar de vergonha,
Se encarar o chão,
Ou esconder os olhos no ecrã do telemóvel,
Vens até mim?

Se eu não tiver palavras,
Se não te sorrir nos primeiros segundos,
Se mantiver a distância,
Vens até mim?

Se a voz me falhar,
Ou se tremer,
Se eu falar baixinho
É com medo de te perder,

Então,
Vens até mim?

Se eu te olhar
E pensar que o que vejo
São imperfeições,
Ignora os meus pensamentos...
Vens até mim?

Se me ligares 
E eu não atender,
Por não saber o que dizer,
Finge que disse
O quanto te quero bem
E que te quero feliz;

Sabe
Que quero
Mais do que tudo na vida
Fazer-te feliz

Quero
Ser o motivo
De imensos sorrisos lindos,
Dos teus imensos lindos sorrisos,

Quero
Ser tua,

Vens até mim?

Amo-nos

Devemos terminar onde começamos.
Dás-me a mão, agora?

E seu eu fugir,
Agarras ao de leve?

E se eu tremer
Apertas-me com a força
Da meiguice
Que trazes guardada no peito?

Se nos cruzarmos
Anulas o espaço que existir entre nós?

Se o corpo vibrar
Damos, desta vez,
Todos (os) nós?

Se a coragem falhar,
Tentamos de novo
E de novo
E de novo
E de novo
Novo 
Novo
Novo
...
Tentamos para sempre
Até acertar.

Somos tão certos um para o outro
Que até custa acreditar.

Amo-te, Amor,
Daqui
Até ao teu mar

Amo-te
E sou
Onde queres estar.

Amo-te
Da forma mais simples,
Mais ingénua,
Mais doce,
Mais terna,
E mais pura,
Que é possível Amar.

Ninguém ama como nós.

Amo-(nos).

Do Amor

Quando duas tristezas se unem e formam duas felicidades.
Diz-me, meu Amor, quando a fundimos numa só?

'You're Still The One'




Looks like we made it
Look how far we've come, my baby
We mighta took the long way
We knew we'd get there someday

They said, "I bet they'll never make it."
But just look at us holding on
We're still together, still going strong

(you're still the one)
You're still the one I run to
The one that I belong to
You're still the one I want for life
(you're still the one)
You're still the one that I love
The only one I dream of
You're still the one I kiss good night

Ain't nothing better
We beat the odds together
I'm glad we didn't listen
Look at what we would be missing

They said, "I bet they'll never make it."
But just look at us holding on
We're still together still going strong

(you're still the one)
You're still the one I run to
The one that I belong to
You're still the one I want for life
(you're still the one)
You're still the one that I love
The only one I dream of
You're still the one I kiss good night

You're still the one

(you're still the one)
You're still the one I run to
The one that I belong to
You're still the one I want for life
(you're still the one)
You're still the one that I love
The only one I dream of
You're still the one I kiss good night

Obrigada, Meu Amor*

3 words, 1 feel

Hoje eu tenho .

Coisas boas estão por vir*







Fé, Gratidão e Amor no coração*

To love


"Yes, of course

I remember, how could I forget (how could I forget)?
How you feel (how you feel)?
You know you were my first time (time).
A new feel
It won't ever get old, not in my soul,
Not in my spirit, keep it alive (spirit, keep it alive)

We'll go down this road
'Til it turns from color to black and white

Or do you not think so far ahead (ahead)?
'Cause I've been thinkin' 'bout forever (Oooh, oooh)

Or do you not think so far ahead (ahead)?
'Cause I've been thinkin' 'bout forever (Oooh, oooh)"

Pede-me

As tuas mãos nos meus cabelos

Não mexi um só músculo.
O vento fê-los deslizar
Por entre os teus dedos de amor.

Era como se perdesses 
A tua própria vida...
Aquela vida
Tão frágil e tão efémera
Que seguravas por entre os teus dedos,
Tão belos.

A minha respiração acelerava
À medida que a tua alma gritava por mim.

Principiou a chover,
E nós deixamo-nos inundar.
Permanecemos inertes
Enquanto os nossos espíritos
Se abraçavam
E bebiam o néctar da imortalidade
Que nos permitiria sermos eternos.
Num Amor só nosso,
Tão nosso...
Que jamais outro Humano seria capaz de compreender.

Nós não somos Humanos:
Somos deuses.
Desde o dia em que se cruzaram os nossos olhares,
Fomos deuses!

Fomos deuses
Que se amaram
E nunca mais deixariam de se amar.

Fomos o que somos,
Mas não somos o que fomos.
Hoje, somos mais.
Somos um
Que se fundiu 
E que pede para se multiplicar.

"És onde quero estar".

To the Love of my life*

2 a.m.

O mundo está repleto de pessoas
Cujo rosto não vemos.
As ruas,
Cansadas de gente
Que se assemelha;

Os caminhos gastos
Pelos mesmos sons,
Pelas mesmas roupas,
Pelos mesmos reflexos
Nas gotas
Das enchentes
E das cascatas
Das lágrimas
Que eu não chorei.

A chuva já não cai lá fora.
Nem cá dentro.

Perdeu-se o Inverno
Que se instalara outrora em mim.
Mas chove...
Oh! Chove torrencialmente,
Sempre que tu não estás em mim.

Chove...
Chove nunca!
Porque de mim
Sais nunca.

Insanidade?
O amor é insano,
Tempestuoso,
Inconstante...

O amor é o tumulto da alma,
O ferver da paixão...
O amor é...
Desilusão.
E ilusão,
Um sobe e desce
E um avança e recua 
De emoção!

Mas o Amor...


O Amor
Não.































Amor

Gratitude ❀

Meu Anjo, Obrigada!

Quero que leias isto
E que tenhas a certeza absoluta
De que eu nunca na vida
Escolheria outra pessoa
Para cuidar de mim.

You are The Best!
The Very Best!

To the Best Human I've ever known or ever will*

«Gosto de ti e daí?»

"Até certo ponto foi difícil admitir, não sei se por medo, por orgulho ou simplesmente por achar que não seria a hora certa.
Dizer a alguém o que sentimos nunca é fácil, receamos a sua reacção, temos medo que não seja recíproco, ou somos demasiado orgulhosos para dar o braço a torcer e admitir que está a acontecer, que estamos realmente a gostar de alguém.
Quantas vezes perdemos momentos e pessoas por pensar demasiado e não dizermos e fazermos o que sentimos e o que queremos? Pois, várias vezes suponho.
A verdade é que eu não sonhei em ter-te, quanto mais em perder-te, isso assusta!
Hoje posso dizer que és das melhores pessoas que alguma vez conheci, há algo em ti que me fascina, algo que me faz gostar de ti, sim gosto de ti! Pelo jeito que és, pela maneira que me fazes ser e sentir, por me transmitires a tua confiança e determinação, por não me deixares mesmo quando o meu mau humor aparece, pela tua mensagem diária que me faz sorrir por muito mal que esteja, por demonstrares a tua preocupação comigo. Tudo isto faz de ti alguém que vale a pena ter por perto, alguém que vale a pena valorizar.
Hoje só quero que saibas que sem medos direi que estarei aqui, sem medos lutarei para não ficar sem ti, sem medos quererei que estejas perto de mim, sem medos direi que gosto de ti.
Gosto de ti e daí?"

Francisca Coutinho, in

Gosto de ti e daí (Sabes Muito).

Momento Certo




















Eu sou feita de Sol,
Sou feita de Amor,
De Simplicidade
E de Sorrisos.

Eu sou feita de Sonhos,
Sou amante de Detalhes,
De Simpatia,
De Bondade,
De ... Pureza.

Sou
A Pureza leve
Do turbilhão de sentimentos que sinto.

...

Está na hora*

Minha quimera, que renasces em mim


Fiz do teu corpo a tela que eu sempre quis pintar, 
Da tua alma, 
O mistério que eu sempre ansiei desvendar.

Tu, o meu mistério predilecto.
E eu, 
Um enigma errático que escapou a toda e qualquer espécie de lógica.

Se me detive e se medi cada palavra, 
Foi somente por te ter querido, 
Sempre.

Sempre quis conhecer alguém como tu.
Não falo das roupas que vestes, 
Do teu cabelo rebelde, 
Das meiguice que quis ver no teu olhar.

Não falo sequer desse teu sorriso delicioso, 
Do teu jeito naturalmente sedutor 
Ou da tua pele sempre morena.
Não, nada disso.

Gosto da tua genuinidade. Sem floreados.
Esperei toda a minha vida
Por alguém como tu, 
Que me salvasse deste tédio dos dias sempre iguais, 
Das manhãs invariavelmente frias e, 
Sobretudo, 
Das minhas mãos vazias e errantes, 
Que, afinal 
Sempre procuraram as tuas.

Segura-as com firmeza, meu amor, 
Pois já não tenho dúvida alguma.

Sei que sou
O livro aberto 
Que procuras.

Oxalá não seja tarde, 
Que o amor se não acobarde,
Ainda antes de amadurar.