Be who you are

janeiro 17, 2017

Eu não sei onde tu estás. Mas sei que provavelmente este é um dia especial para ti. Espero sinceramente que o seja.
Ainda me lembro de quando te conheci - mesmo sem nunca te ter conhecido verdadeiramente. Sim, tu tinhas razão quando disseste que nós não nos conhecíamos.
Ainda assim, não escondo que foi um misto de carinho e de atracção o que senti, no dia em que te vi, verdadeiramente, pela primeira vez. Mas tu já sabes isto. Quis-te logo naquele momento (desculpa-me), quis poder chamar-te "meu": meu bem, meu Amor, meu namorado, meu... Mas não podia. Por mais especial que eu sentisse que tu eras, eu não podia.
E, quando finalmente achei que podia, não podia outra vez. E outra vez. E outra...
Nunca cheguei a pedir-te desculpas, com sinceridade, pela forma atabalhoada como te abordei. Eu errei.
A verdade é que eu não sou nem experiente nem crente no que toca a estas coisas, do amor...sorry, mas isso não deveria servir de desculpa para a forma como eu me comportei. 
Hoje peço-te desculpas - finalmente!- e é de coração.
Hoje sei que foi errado: foi a hora errada, a forma a errada, foram as palavras erradas aquelas que eu utilizei para te falar. Fiquei triste por seres frio, mas ainda assim foi doçura e compreensão o que eu encontrei mais tarde. És um misto complexo de emoções?! Não sei. Hoje eu compreendo-te. Confundi tudo. Mas, por dentro, tenho quase a certeza de que és tão ou mais intenso do que aparentas ser, ou não? Talvez tenha confundido também isso. De qualquer forma, tu pareces muito mais. Tu és muito mais, não és?
Nunca me esqueci de que foi "a ti" que eu recorri quando só me apetecia escapar deste Mundo. Bem, não a ti, mas a uma ideia de ti, ao sentimento que por ti nutria, ao bem que te queria. E tu, mesmo sem o saberes, deste-me força. Durante muito tempo, foste a minha força e a minha fé.
Eu nunca quis uma aventura. Mas por ti estava disposta a tudo. Mesmo sabendo que tu mereces muito mais.
Ainda hoje, acredita quando te digo que tu mereces o Mundo.
E que - ainda que de alguma forma de doa dizê-lo sabendo que não serei eu a proporcionar-te isso - espero que encontres a tua felicidade.
E, fica sabendo que há alguém, algures, que acredita em ti e que sabe que, se tu quiseres, és capaz de conquistar o Mundo, Basta quereres e seres quem és. Nada mais do que isso.
Agora sinto-me um bocado mal com isto tudo, até pelo facto de estar a escrever este texto e de quão louco isto tudo me parece. Bem, compreendo-te mesmo! Acho que só queria dizer-te... se me permitires:
Sê intenso, sê inteiro, sê pleno, sê feliz. E sorri.

Happy Birthday, 
dear.
With love,
                Mary 

You Might Also Like

8 comentários

  1. bonito de se ler...

    parabéns para ele!

    bom dia

    -___-

    ResponderEliminar
  2. Seja lá quem ele for, com uma mensagem destas, deve ter tido um bom aniversário.
    Timing, é sempre aquela coisa...

    Beijinhos e espero ver-te em:
    Porty's Diary - Blog
    Porty's Diary - Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh se é...
      Ás vezes o timing é só um pretexto...

      Beijinhos

      Mal possa passo por lá*

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Oh, obrigada * :)

      Beijinhos e um resto de boa semana*

      Eliminar
  4. O teu texto fez-me lembrar os 2 primeiros anos em que conheci o meu atual namorado, quando ainda não namorávamos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que memória bonita. Fico feliz por te te recordado isso e por teres partilhado isso comigo :')

      Tem um resto de semana muito feliz*

      Eliminar