Satisfação plena (ou então não), vocês decidem

janeiro 18, 2017

Não sei se a ideia de satisfação plena vos é cara ou não.
Acredito que podemos não gostar verdadeiramente de algo e - simultaneamente - gostar muito dessa coisa pela pessoa que nos faz ser e pelo que nos faz sentir.

Isto faz sentido para vocês?
Para mim, começa a parecer-se com uma verdade (ir)refutável.


Lamento a ausência, mas ando "atolada" em trabalho... 
Tenham uma semana feliz, já falta pouco para ser sexta-feira!

You Might Also Like

9 comentários

  1. Pode fazer todo o sentido em algumas situações!

    ResponderEliminar
  2. Sou mesmo nabo. Já li umas dez vezes e continuo a não entender o que queres dizer. Quer dizer, a mim as coisas que me dão satisfação plena (partindo do princípio que isso existe) também gosto delas à priori. O que
    é que não percebi? :|

    ResponderEliminar