"Amore mio, sono qui!"

abril 19, 2017

Sonhos Cor de Rosa (Fai Bei Sogni/ Sweet Dreams)


Narra a história de um rapaz de 5 anos que perde a sua mãe, de quem era muito próximo.
São quase duas horas de momentos sombrios, rasgados por uma magia impossível de ser descrita, que atravessa o peito do espectador em cada uma das cenas singelas que contemplam a relação entre Massimo e Sua Madre.
Não restam dúvidas acerca da capacidade do cinema italiano, pelo menos neste caso, nos fazer experimentar todo um leque de sensações únicas e intensas.
Como se isso não bastasse, somos surpreendidos pela abordagem da coisificação do ser humano, bem como pelo mistério, meio sombrio, meio doce, que envolve toda a trama.
O final é uma surpresa em todos os aspectos. A humanização das personagens, da Madre em especial, é verdadeiramente apaixonante.

Pode ser (perturbadoramente) o melhor filme que já vi em toda a minha vida.

"Amore mio, sono qui! ...".
Uma prova de que a vida dá voltas e mais voltas, acabando por nos trazer de volta aquilo (ou melhor, quem) nos faz bem. O que inevitavelmente faz apelo à ideia de misticismo presente em I Origins.

Imdb: 6.8


You Might Also Like

7 comentários

  1. Respostas
    1. Está em cartaz nos cinemas UCI :)

      Vale mesmo a pena!

      beijinhos

      Eliminar
  2. É italiano? Se é tenho de ver! Sou louca por tudo o que é italiano.

    ResponderEliminar
  3. Não tinha ouvido falar mas parece ser qualquer coisa!


    Obrigada pelas dicas da maquilhagem :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, qualquer coisa de extraordinário!

      R: Ora essa. Sempre ao dispor, no que eu puder ajudar :)

      Eliminar