Amo-nos

maio 17, 2017

Devemos terminar onde começamos.
Dás-me a mão, agora?

E seu eu fugir,
Agarras ao de leve?

E se eu tremer
Apertas-me com a força
Da meiguice
Que trazes guardada no peito?

Se nos cruzarmos
Anulas o espaço que existir entre nós?

Se o corpo vibrar
Damos, desta vez,
Todos (os) nós?

Se a coragem falhar,
Tentamos de novo
E de novo
E de novo
E de novo
Novo 
Novo
Novo
...
Tentamos para sempre
Até acertar.

Somos tão certos um para o outro
Que até custa acreditar.

Amo-te, Amor,
Daqui
Até ao teu mar

Amo-te
E sou
Onde queres estar.

Amo-te
Da forma mais simples,
Mais ingénua,
Mais doce,
Mais terna,
E mais pura,
Que é possível Amar.

Ninguém ama como nós.

Amo-(nos).

You Might Also Like

2 comentários