Gratidão, May

maio 05, 2017

Maio,
Ainda agora começaste e já te apresentas como o mês dos capítulos encerrados. E isso pode ser bom.
Encerrar um capítulo significa abrir espaço, caminho, alma, mente e coração para algo que ainda está por vir: para um capítulo melhor.


(E se não for melhor?
E se as pessoas não forem diferentes?
E se não existirem pessoas boas? ...


E se...?)



Nem todos os términos implicam lágrimas. Nem todos os gestos de "adeus" acarretam saudade. E está tudo bem. É uma sensação de muita leveza compreender que algo na minha vida pode terminar sem que eu fique com saudade: não com aquela saudade-carinho, mas com aquela saudade-nostalgia, que nem sempre dói, mas mói.


Encerrei dois capítulos e não me custou. Não doeu. Não sinto, por agora, saudade. Sinto falta do desafio. Mas sei que se avizinham novos desafios, experiências que me tirem da minha zona do conforto sem remexerem muito nos meus princípios essenciais...

(Tive de "suspender" temporariamente a redacção deste post para recarregar baterias).



Está mais do que na hora de manifestar a minha Gratidão. 

Pela Vida que tenho,
Pelas Pessoas que comigo a compartilham,
Pelos gestos de Carinho,
Pela Compreensão,
Pelo Companheirismo,
Por aprender todos os dias a apaixonar-me por um local repleto de pessoas lindas e que enriquecem a minha vida de uma forma única e extremamente especial, é indescritível a forma como me vão enchendo o coração!!
Pela protecção;

Pelos Sonhos que dentro de mim florescem,
Pela enorme vontade de Viver que tenho, todos os dias! Sou abençoada e feliz.

E eu só sei que não preciso de mais nada, rigorosamente mais nada...

Todavia,

Ainda quero muito. Porque sou e sempre serei uma sonhadora e uma idealista.

Quero-te muito, Vida! 





You Might Also Like

0 comentários