O meu sorriso é teu.

Posso gritar o teu nome às ruas?
Pintar os traços da tua face em telas,
No chão plantadas,
Como se tu em mim
Fosses eu,
Artista de rua;

Posso...
Dedicar-me às artes?

Posso escrever no céu que te amo
E, destarte,
Perante ti me desarmo?

Se for eu - eu que te amo -
Posso
Pintar estrelas no céu
E o teu nome ser a constelação
Sempre que o meu corpo ardeu?

Resistes,
Se for eu?

Diz-me que insistes
Se o Amor for meu
E a culpa for tua,

Se te prometer
Em terna jura
Que o meu Amor arde, queima e inflama
Mas se não extingue
Ou se acalma?

Diz-me
Se vês comigo
Um para sempre
De um coração prometido,
De um corpo
Somente perante mim despido,
De uma alma
Que só eu possa ver
E decifrar;

E decorar com arranjos de flores,
Asas de borboleta
E o aroma de rosas, junto ao mar?

Diz-me
Que o Amor não mata;
Jura-me
Que o Amor não morre;
Promete-me
Que há mais sempre
Depois do para sempre.

Uma eternidade ao teu lado
Parece-me sempre tão pouco.
Diz-me:
Ficamos... mais um pouco?

Do céu com estrelas, que estrelas não possui

E se me perguntarem
O que mais amo naquela cidade
Direi que sāo as luzes

E a beleza transcendente
Com que rompem
A escuridão;

Que é uma escuridão
Das trevas despida,
Tatuada pelo calor
Daqueles sobre os quais
A chuva pinga,
Respinga
E cai.

Cai
E canta
E encanta
Mesmo nos céus que se queriam estrelados
E de estrelas só se entoam os fados;

Oh, aqueles céus
E aqueles carros,
Aquelas ruas e aqueles fados,
São mais tuas
E teus são os fados
Que canto à Lua
Que no céu não é.

Nada,
Nada no Universo se compara ao meu Amor de hoje,
De ontem,
De sempre.

-Amei-te mesmo antes de te ter conhecido.
É de um filme,
O verso que te digo.
Se to digo,
Porque me encantas
Me encantaste
Antes mesmo de me poder enamorar.
Foi Amor, antes de Amar.

Uma comédia e um romance para o fim de semana sfv!! :)

Girls Night (Rough Night)



















É uma comédia bem divertida, cujos acontecimentos se desenrolam em torno da despedida de solteira de Jess (Scarlett Johansson). Cinco amigas juntam-se para uma noite de diversão que trará bem mais aventura do que uma vulgar despedida de de solteira promete. Enquanto isso, o noivo de Jess vai recebendo alguns updates (penso que posso adiantar que a despedida de solteiro dele é um bocadinho diferente...).
Há muito tempo que não via uma comédia "a sério", que me fizesse rir de verdade e não fosse igual a tantas outras! Conforme poderão perceber se virem o trailer deste filme, existe um homicídio. Por isso, este filme também tem alguns mistérios por desvendar. E muitas muitas muitas peripécias!
Destaca-se ainda a prestação fantástica da Zoë Kravitz (filha do cantor Lenny Kravitz, tal como já vos tinha contado aqui. Esta actriz interpretou o papel de Bonnie na série Big Little Lies).

Uma comédia a não perder, mesmo!

Imdb: 5.6

(Atualmente disponível nos cinemas NOS e nos cinemas UCI)

Love By The Book / Mr. Fiction


A foto não é a melhor e prometo-vos que o filme não é nada assim!!

Trata-se de um romance moderno e inesperado.
Duas pequenas meninas sonham com príncipes encantados! Aliás, gostam tanto de contos de fadas que encenam juntas as histórias que ambas lêem uma e outra vez, repetidamente.
Uma delas - a mais nova, Jane - concentra-se em encontrar um príncipe real, de carne e osso, que se dedique a ela e que lhe demonstre, nos pequenos gestos, o amor que sente por ela (tomem atenção às palavras que empreguei: "pequenos gestos"... alguns acrescentarão uma pitada de comédia ao filme).
Já a mais velha - Emma, é dona de uma livraria local bastante atípica e continua a acreditar na chegada do seu príncipe encantado. É apaixonada por livros, pelo romance e pelos contos de fadas, pela possibilidade de viver outras vidas e.... bem, nada de spoilers!
Um dia o seu investidor - Frank - apresenta-lhe alguém que ele gostaria que conhecesse o seu negócio mais de perto. É nada mais nada menos do que o seu filho, que ficará com Emma na livraria durante 3 semanas. E agora, pensam vocês, eles apaixonam-se e ficar a gerir o negócio juntos...?! Too obvious?
Um dia, o príncipe de Emma entra pela porta e é tudo o que ela sonhara e muito mais. Nada mais direi para não revelar pormenores.

Eu adorei o filme! É daqueles filmes que nos sabem pela vida, porque nos deixam de coração aconchegado e com uma Fé renovada no amor. Além disso, com certeza muitas meninas ou garotas-mulheres (como eu gosto de chamar) irão identificar-se imenso com a Emma e com a sua trajectória ao longo do filme.

É absolutamente imperdível!

Imdb: 6.4

(Passou na Foxlife, ainda disponível na vossa box ;) )

Amanhã

Onde estão as tuas imperfeições?
Não vejo
Na simplicidade com que me adoras
Forma de encontrar
Um defeito que seja só teu.

Se me amas,
E quem perdeu fui eu;
Se com todas as falhas
Que eu não soube emendar
Tu apenas quiseste ficar;
Como posso eu
Sequer um defeito teu apontar?

Somos duas estrelas cadentes,
Meio perdidas,
Mas predestinadas
A uma colisão de amar.

Somos
Duas ondas solitárias,
Sempre envoltas de gente,
Gente que não queremos abraçar

Somos duas ondas 
Destinadas a se encontrar.


Somos as linhas tortas

Em que Deus escreveu direito
Só para nos aproximar.

Somos a melodia irritante
Que toda a gente queria saber cantar.

Somos
O cântico da sereia
Que ainda não sabe senão sussurrar.

Somos
A brisa livre
Que sempre volta a casa
Para nos afagar.

Somos,
Juntos,
O perfeito e o imperfeito,
O preto e o branco,
O belo e o belo,
Os opostos e os iguais.

Somos,
Sem que exista sou
Ou és.

Sou quem somos,
És quem somos.
Somos.
Fomos.

O que seremos, amanhã,
Quando acordarmos?

Lágrimas de Alegria

Sabem qual é o sentimento mais bonito do Mundo?
Amar um sorriso ☺

Eu nunca tinha amado um sorriso antes e então não sabia como era. Como poderia eu imaginar que se poderia amar algo tão simples... como um sorriso? Ahhh, não é um sorriso qualquer! Não é um sorriso vulgar. É um sorriso com Amor dentro. E que belo que ele é!
O teu sorriso, meu Amor.
O sorriso que te vem do peito e se reflecte no teu olhar de uma forma tão transparente que eu sempre achei tão linda em ti. Sabes que essa sempre foi a minha coisa favorita: o teu sorriso e como ele é lindo... É indescritível!

Poderia escrever mil clichés para explicar o que sinto. Poderia dizer que me ensinaste a Amar, com "A" grande e que, por isso, ser-te-ei eternamente grata... Mas isso é tão pouco! Isso é tão pouco quando o Amor é tão grande.
Então digo-te só assim:

Ensinaste-me o que era chorar de alegria. E, de cada vez que vejo um sorriso teu, o meu coração enche-se de Amor e de alegria e os meus olhos ficam rasos de lágrimas... de Felicidade.
És único. E eu sei que nunca na Vida poderia encontrar outro Amor assim.

'Before We Go'


Antes do Adeus (Before We Go)

É um filme que combina comédia, drama e romance. Protagonizado por Chris Evans e Alice Eve. 
Muitos associam este filme ao Antes do Amanhecer, do qual eu sou super fã, e acreditem no que vos digo: não tem nada que ver! 
A história inicia-se com dois estranhos (Nick e Brooke) "presos" em Manhattan durante a noite, que, fruto do acaso, acabam por se conhecer e "proteger" mutuamente. À medida que a história avança e a intimidade entre as personagens aumenta, percebemos que os dois estão perdidos não apenas em Manhattan, mas também nas suas próprias vidas - vidas que já não vivem com a mesma intensidade e paixão de outrora. 
É muito agradável acompanhar a complexidade da relação que se vai construindo entre eles (bem, nada de spoilers... ☺) e existem inúmeros momentos mágicos ao longo de todo o filme. 
Bem, talvez um pequenino spoiler: é um daqueles filmes em que o casal de protagonistas parece ter-se conhecido desde sempre, mas isso surge somente com o tempo e com a natural evolução dos acontecimentos, peripécias e infortúnios... Não esperem duas pessoas perfeitas, com vidas perfeitas e cuja noite é... bem, perfeita. Ou será? 
O desfecho não vos irei contar, naturalmente


Gostei muito do filme, mas o final soube-me a pouco. 


Imdb: 6.9

Even Epic stories end - The Vampire Diaries Finale

Damon and Caroline














8 temporadas depois, 8 anos mais tarde... a série mais Épica de sempre chegou ao final.
Quando me apercebi de que eram os últimos episódios nem sequer tive a certeza de os querer ver.
Sabem quando estão a ler um livro mesmoooooo bom e não querem ler as últimas páginas, uma vez que isso significa que o fim chegará e que "perderão um amigo" para sempre?
Bem, neste caso, penso que se perdem vários. E sim, fica um vazio enorme na minha vida. Mas eu decidi ver: porque estou num momento de viragem da minha vida e pareceu-me o momento certo para encerrar mais este capítulo.
Estou certa de que isto tudo é super ridículo para muitas pessoas: vampiros, híbridos, originais, lobisomens, hereges, bruxas, you name it! Mas sabem que mais? Isso passa tudo ao lado.
Na verdade, esta série sempre foi sobre família, amizade, amor.
Algum fã será capaz de se esquecer do amor de irmãos mais épico de sempre?
Das 3 amigas mais inseparáveis?
Do casal mais épico, com mais química, mais inseparável e mais fofo que alguma vez existiu?
No fundo, foram 8 temporadas sobre Amor, com umas pinceladas de ficção aqui e ali. Faz parte.
Posso enumerar umas mil coisas que me desagradaram no final:
- se, a priori, me pareceu que esticaram demasiado o enredo, o final foi abrupto e precipitado;
- a gravidez da Caroline foi totalmente descabida;
- adormecer a Elena durante quase 3 temporadas foi terrível;
- voltar a transformar o Damon num vilão foi cruel;
- o reencontro do Damon com a Elena foi morno e não houve qualquer desenvolvimento daquela que foi e sempre será a história de amor mais Épica de sempre;
- eles são humanos e não tiveram filhos?
- por que raio voltaram a resgatar todos aqueles mortos, abrindo feridas antigas e trazendo somente sofrimento aos seus familiares?
- matar o Tyler?!
- trazer a Katherine de volta como "Diaba"?!
...

bem...

E sabem o que eu concluo depois e apesar disto tudo, meus amores?
Foi perfeito! Meu deus, o final foi perfeito!
Foi como se todas as peças do puzzle se encaixassem e pudéssemos ver com clareza e serenidade o começo e o fim de vidas épicas, recheadas de momentos épicos, de pessoas épicas, de sentimentos épicos...
Foi épico. Foi e sempre será épico.

Vai deixar saudades, muitas saudades! 

Ainda agora terminou e eu já morro de vontade de rever algumas das temporadas.

'Comet': Sugestão para o vosso fim de semana


Cometa (Comet)

Trata-se de um romance algo peculiar entre um jovem casal - Dell e Kimberly (Justin Long e a fantástica Emmy Rossum), que se conhece numa fila para um evento (não me recordo qual em particular, uma vez que já vi o filme há 3 anos). 
Eu gostei muito! Adoro a profundidade com que explora os momentos bons e maus do seu relacionamento (tão realista, porém tão mágica, ao mesmo tempo, tal como a vida 😊). E adoro a forma única como a história nos é apresentada: com analepses e prolepses, ao invés da "tradicional" ordem/sequência cronológica dos eventos. Vale mesmo a pena ver!

Deixo-vos a sinopse do cinecartaz do Público:

"Kimberly e Dell (Emmy Rossum e Justin Long) conhecem-se em Los Angeles (EUA), debaixo de uma chuva de meteoros. Este é um dos pontos em que acompanhamos a história de amor entre uma jovem idealista e um homem céptico. A história prolongar-se-á pelas ruas de Paris, numa viagem de comboio ou num outro lugar ao acaso. Vemo-los felizes ou amargurados, cheios de esperança no futuro ou descrentes em tudo. Cinco momentos de seis anos de relação, sem ordem cronológica nem fio condutor...
Estreia na realização de Sam Esmail, uma história de amor entre duas pessoas comuns, contada de forma inconvencional, que se debruça sobre a natureza das relações e a sua veracidade.", disponível aqui.

Imdb: 6.8

Terminou!!

Só agora terminei toda a loucura de testes, trabalhos e afins. E tenho verdadeiramente tempo para me dedicar a mim.

Dou a mim mesma 2 dias até "bater saudade". 


Mais alguém desse lado que goste do ritmo/pressão das avaliações? Difícil... 😅

'Big Little Lies'

Terminei de ver a 1.ª temporada de Big Little Lies e decidi que, desta vez, elencaria os aspectos positivos e negativos da série, de acordo com o meu ponto de vista - aqui vai:

Aspectos Positivos:

- O talento incrível da Reese Witherspoon, que está absolutamente fantástica no desempenho do papel de Madeline Mackenzie; além disso, a idade fez-lhe bem, está mais linda do que nunca!;
- A evolução da Shailene Woodley enquanto actriz;
- A forma "inovadora" como aborda a violência conjugal (a combinação entre desejo/paixão e violência, quer física, quer psicológica);
- Os cenários lindíssimos - de tirar a respiração!;
- A banda sonora no mínimo requintada;
- Uma espécie de equilíbrio entre intensidade e suspense e a "leveza" da série.

Aspectos negativos:

- O Ed Mackenzie - quem acreditaria que uma "mulher-furacão" como a Madeline casaria com alguém tão "sem chama" como o Ed? (perdoem-me o preconceito, por favor, mas este é um ponto que julgo realista);
- A previsibilidade de imensos "mistérios da série", que não vou especificar para não incluir spoilers neste post; 
- O facto de a série me recordar constantemente outras séries (Donas de Casa Desesperadas, Infiéis?, The OC, etc etc).


Curiosidade:

Sabiam que a actriz que desempenha o interessantíssimo papel de Bonnie na série é filha do cantor Lenny Kravitz? Zoe Isabella Kravitz


Já viram? O que acharam?
Alguma ideia que queiram partilhar? ☺

Weekend!!

Tenham um excelente fim de semana, que seja muito muito Feliz, com muito Sol e muita Paz dentro dos vossos corações.





Lembrem-se: nós temos controlo (parcial e condicionado, evidentemente) sobre as nossas vidas e nós temos o Poder de sermos Felizes. Não desperdicem tempo. Só temos esta Vida. Desfrutem, Amem muito, passeiem... e partilhem o Bem. Não tenham medo de se doarem aos outros.*

Season Finale - Prison Break



Esta foi a série da minha vida.
Gente linda, não existem palavras para descrever a forma como o meu coração (de adolescente) acelerava quando eu corria para ver um novo episódio.
Era Domingo, o Sol aquecia-me as costas, o sofá fazia-me sentir um conforto inexplicável e aquele era um momento só meu, tão mágico e tão intenso.
A série acompanhou-me durante alguns anos e a verdade é que eu "vivi" muito do que se passou com aquelas personagens: o Michael, a Sara, o Sucre, o Linc... E as lágrimas de emoção que eu chorei? Não é possível contá-las, nunca será!

Hoje vi o último episódio.
Tenho que dizer que esta nova temporada foi brilhante e inteligência brilhante do Michael consegue sempre surpreender-me. Claro que o que mais me fascina é o seu lado humano e o amor incondicional que nutre pela sua família - um amor sem igual.
Contudo, estou desiludida com o último episódio. Achei que a "vitória" do Michael foi um pouco forçada, fiquei triste com a morte do "Chicote" e estava à espera de maior emoção entre a Sara e o Michael. Creio que  não compreendi a cena final e o afastamento do Michael, como se fosse um mero espectador da sua família, ao invés de correr para os abraçar, como fez o seu irmão... Queria mais! Queria vê-los num destino paradisíaco ou então numa cidade agitada, calmos e livres, serenos e com vidas estruturadas e realizadas. Queria ver gestos de carinho, o pequeno e já tão brilhante Mike mais crescido, o amor de pai e filho. (E por falar em filho - o filho do Linc, LJ?)
Bem, todos temos desilusões na vida, no entanto, foi bom ver um "final feliz" de uma série que me marcou e ainda marca tanto. Por mim, ainda viriam mais alguns episódios. 

E vocês? Acham que a história já se esgotou?